EMPREENDER NA PANDEMIA: 3 conteúdos que vão ajudar

E+ Vivendo um dia de cada vez

#0223 | Quarta, 21 de outubro de 2020


Salve salve mater! A cueca do sujeito deu conta de segurar 30 mil reais em notas? Com uma fralda tamanho GG dava pra guardar 60 mil de repente. Afe!!! Que horror. Não é para amadores ler uma notícia dessa em plena pandemia.😡💵😷


O melhor está no futuro?

Mater, vivemos em um mundo que nos faz acreditar que o melhor sempre está por vir. A felicidade está no futuro. Quando tivermos mais dinheiro, mais tempo, outro trabalho, outra relação. Direta ou indiretamente somos incentivados a colocar nossas esperanças meses ou anos pra frente. Não somos estimulados a fruir e aproveitar o que está disponível no presente, no dia de hoje.

Vivendo um dia de cada vez

Recentemente vi um vídeo do ótimo canal The School of Life focado nas situações em que o pensamento a longo prazo não está tão disponível, como após um acidente grave de carro por exemplo, onde os movimentos físicos estão comprometidos. Ou na velhice, quando a mente está ágil mas o corpo não. Em situações como essas, a resposta à pergunta “como você está” parece ser “estou vivendo um dia de cada vez”.  

O poder do simples

As incertezas trazidas pela pandemia, de certa maneira, são um convite a esse viver um dia de cada vez. As notícias chegam e não trazem exatamente conforto. Segunda onda, dificuldades na vacina, economia frágil. Limitar nossas expectativas para o hoje, o agora, pode ser uma maneira de encontrar alguma calma. Sei que soa como um clichê, mas um simples passeio ao ar livre ou uma refeição em família pode ter poderes terapêuticos.


Convide uma mãe, ganhe pontos e troque por prêmios

COMPARTILHE

CONHEÇA OS PRODUTOS


Portas fechadas

80%

dos municípios do Brasil não vêem condições de reabrirem as escolas ainda este ano, mesmo com a autorização de alguns Estados para tal. Os dados são de uma pesquisa da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), que consultou 3.988 prefeituras e traça um panorama de como as cidades brasileiras estão lidando com as políticas educacionais durante a crise, assim como o futuro que projetam para o pós-pandemia. 

FONTE: El PAÍS

Quero empreender. E agora?

Veja 3 conteúdos que vão auxiliar no processo de decisão

Por conta do momento econômico crítico ou mesmo por motivos anteriores à pandemia, muitas mães resolveram seguir o caminho do empreendedorismo. Se por um lado ele oferece flexibilidade para fazer os próprios horários e, a longo prazo, renda mais volumosa, por outro há inúmeros desafios. Por isso resolvi trazer 3 conteúdos que ajudam a pensar sobre o caminho do empreendedorismo. E, ainda, a planejar o seu negócio e entender qual o passo a passo mínimo que o empreendedor e empreendedora deve trilhar.   

Maternativa 

Startup de impacto social que pensa e transforma a relação das mães com o trabalho. A Maternativa vai te ajudar a entender que empreender sendo mãe tem suas especificidades. Além disso, oferece uma série de serviços que vão de feiras onde todas as expositoras são mães até serviços de consultoria personalizados.   

Me poupe! 

Natalia Arcuri é o maior nome da educação financeira no Brasil. Embora seu foco seja a organização financeira individual, a influencer começou a produzir conteúdo para quem tem pequena e média empresa. Empreender pede organização e planejamento dos recursos, e o Me poupe! pode te ajudar nessa empreitada. 

Nívea Salgado

Se antes da pandemia a presença digital era fundamental, agora ainda mais. O marketing digital, também chamado de marketing de conteúdo, é condição fundamental para todo empreendimento que queira sobreviver. Nívea Salgado é mãe e fala com propriedade sobre os certos e errados do marketing digital. 


Você curte Maternews?

Ajude-nos a manter o jornalismo de primeira infância — custa o equivalente a dois pacotes de fralda por ano.

CONTRIBUA COM R$9 POR MÊS

APOIE COM OUTRO VALOR


Também acontece por aí?


A almofada térmica é uma solução natural para alívio de desconfortos e tensão muscular. Feita de sementes 100% naturais, é só colocá-la no micro-ondas ou no congelador. No calor ela relaxa os músculos trazendo conforto e sensação de bem-estar. Perfeito para usar antes de dormir. E no frio é indicada para alívio de dores agudas de condições inflamatórias (como picadas de insetos) e contusões (imediatamente após o trauma). Auxilia na diminuição de inchaço e hematomas. 

Preço: R$89,00

Meu nome é Livia Piccolo e sou mãe do Raul, de 4 anos. Trabalho como roteirista e dramaturga. Sou apaixonada por boas histórias e por uma comunicação real e afetiva. Quero conversar com você e compartilhar tudo o que pudermos nesta incrível jornada que é ser mãe.

COMPARTILHE

O que achou da newsletter hoje?

ADOREI

LEGAL

NÃO CURTI



Atenção à primeira infância é a prioridade de MaterNews e de seus patronos.